quinta-feira, 27 de março de 2014

um brotar


Sinto um brotar um alvorecer, e talvez algo novo, algo bom saia desse meu peito, quem sabe algo transformador, quem sabe um novo aroma ou até mesmo um poema... 
Ou talvez seja apenas um arroto, uma blasfêmia, um sentimento de pudor, uma fala sem sabor. 
Quem sabe... 
Quisera eu entender, mas meu peito já não se importa comigo e vez em quando apronta das suas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário