sábado, 15 de outubro de 2011

Quebrado...

     Fico cada vez mais confuso, cada vez mais apertado! Você já se sentiu apertado? Não por alguém, mas por você, por sentimentos fortes, os quais você não entende?  Você já se sentiu vulnerável mesmo atrás daquele enorme muro que construiu em volta de seu peito? Você já sentiu que deveria sentir mais do que sente? Eu não queria, mas todo esse sentimento arde, machuca, e me pergunto por que machuca se não encontro dentro de mim aquilo que gostaria de sentir? Mas ainda assim arde e queima como uma queimadura química, daquelas que não adianta jogar água porque só piora, ai você sabe que tem que jogar vinagre, mas não pode porque vinagre não esta certo, sua mãe te ensinou: “quando queimar joga água”, só que nesse caso piora... e então só então você percebe que não está preparado, que ninguém te ensinou a coisa certa... e todos aqueles anos na escola de repente parecem perdidos, só que o mais terrível é quando você compreende que não são aqueles olhos fitando os seus, não é aquele riso fácil, nem aquele gosto bom, não é aquele alguém que cabe em seus abraços, na verdade são seus olhos refletidos nos dela, é o motivo daquele sorriso, é o seu abraço, é algo quebrado dentro de você.